Ir para conteúdo

Deslize o botão acima antes de entrar.

Histórico

Histórico

A Companhia de Desenvolvimento de Curitiba - Curitiba S.A. foi criada em 21 de agosto de 1963, inicialmente chamada de Companhia de Urbanização e Saneamento de Curitiba - URBS, a partir da criação do Fundo de Urbanização e Saneamento (Lei n. 2295/1963).

No ano de 1973, após assinatura do decreto oficial n.30 de desapropriação das terras do Velho Prado do São Sebastião, iniciou-se o processo de implantação da Cidade Industrial de Curitiba (CIC), envolvendo uma área de 43,7 milhões de metros quadrados quase desabitada no oeste de Curitiba. A partir daí, a região agregou a indústria ao perfil econômico da capital paranaense, cabendo a então Companhia de Urbanização de Curitiba - URBS, atual Companhia de Desenvolvimento de Curitiba - Curitiba S.A. a sua administração.

A CIC foi inaugurada dois anos após o seu lançamento, em 5 de março de 1975. Na mesma época, três das 40 indústrias em implantação já funcionavam e outras nove se preparavam para iniciar as atividades. Foi a primeira etapa de um vasto complexo industrial, que uniu o uso do solo à estrutura viária e ao transporte de qualidade da população.

No mesmo período a Cidade Industrial de Curitiba oferecia aos empresários e investidores um espaço inovador integrado à vida urbana de Curitiba, um parque industrial totalmente revolucionário para a época, com os mais diversificados ramos de atividade industrial. Para incentivar as empresas a migrarem para a região, foram oferecidos no início, incentivos fiscais, como isenção do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU), além de financiamentos das áreas a longo prazo.

Mais de quatro décadas se passaram, hoje a CIC é o bairro mais populoso de Curitiba, concentra cerca de 23% das indústrias da capital, que são responsáveis por aproximadamente 25% do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) arrecadado em todo Paraná. Possui estrutura viária, transporte de qualidade, moradias, áreas verdes, indústrias, comércio e serviços. Gera aproximadamente 50 mil empregos diretos, além de 150 mil indiretos. Conta com hospitais, unidades de saúde, creches e escolas. Um eixo de trabalho, que apresenta qualidade de vida e geração de oportunidades, desde a ocupação mais simples até a tecnologia de ponta.